Iniciando fogo com ar comprimido

Se você estiver em casa, sem energia elétrica e sem fósforos, e precisar cozinhar algo rapidamente em seu fogão. Como faria para acender a chama?
Talvez esfregando alguns gravetos, como nos filmes? Não funciona com tanta facilidade como parece.
Um químico poderia lembrar que uma lã de aço pode queimar ao entrar em contato com uma pilha simples (pilhas de 9V são mais fáceis de usar neste caso). Mas seria necessário lã de aço e uma pilha (ou bateria), e se você for um solteiro que mora sozinho, terá dificuldade de encontrar esses materiais em casa! 🙂

Uma solução é utilizar um pistão de fogo. Este aparato é composto de um pequeno cilindro fechado em uma extremidade e um pistão com um pequeno espaço oco na ponta. Dentro da ponta oca do pistão é necessário colocar uma pequena quantidade de algodão ou de material que fácil combustão, como musgo bem seco.
Ao se pressionar com muita rapidez o pistão, o ar dentro se aquece rapidamente. Este efeito ocorre por causa da compressão adiabática, no qual o gás aquece ao ser comprimido com rapidez.
Este é um processo semelhante ao que ocorre em um motor a Diesel, no qual não existe a faísca durante ciclo e a ignição do combustível ocorre pelo calor obtido na compressão da mistura ar-combustível.

Veja o funcionamento no vídeo abaixo:


Pistão de fogo para ser utilizado em acampamento.

Fonte: Gray Matter

Texto escrito por Prof. Dr. Luís Roberto Brudna Holzle ( luisbrudna@gmail.com ) – Universidade Federal do Pampa – Bagé.

21 comentários

  1. Rafael maio 7, 2010
  2. admin maio 7, 2010
  3. John C. maio 7, 2010
  4. admin maio 7, 2010
  5. Rafael maio 7, 2010
  6. Weslley maio 7, 2010
  7. Lee maio 7, 2010
  8. dym maio 7, 2010
  9. felipe maio 8, 2010
  10. Ricardo maio 9, 2010
  11. Altair maio 9, 2010
  12. Bibi caixa longa maio 11, 2010
  13. observador maio 17, 2010
  14. flavioscorpion jan 3, 2011
  15. dani jan 16, 2012
  16. rodrigo nov 18, 2013
  17. Carlos set 11, 2014
  18. admin set 22, 2014
  19. luiz dez 12, 2014
  20. Carlos fev 4, 2015
  21. Leonardo Nogueira fev 23, 2018

Escreva um comentário