Mês: setembro 2010

Fulereno – vídeo, propriedades e história

propriedades e usos do C60
Utilizando como gancho a mudança temporária do logotipo do Google, para comemorar os 25 anos da descoberta do fulereno (C60), o Professor Martyn Poliakoff comenta sobre as propriedades e história deste maravilhoso composto.

Em um experimento simples, demonstram também a diferença de solubilidade entre o carbono extraído de um lápis e o fulereno.

Veja mais informações, e sobre como o fulereno pode ser preparado, no vídeo abaixo.
Vídeo com legendas em português.

Pressão de vapor de soluções binárias

físico química
Quando uma mistura de dois líquidos A e B observam um comportamento ideal, podemos dizer que obedecerão a Lei de Raoult. E por esta lei podemos verificar que a pressão parcial de vapor de cada componente é proporcional à sua fração molar no líquido. Ou seja
PA=PoA.xA
e
PB=PoB.xB
nas quais, PoB significa a pressão de vapor de B quando puro (normalmente em 25 oC), e PoA a pressão de vapor de A quando puro.

E então a pressão total de vapor será a soma destas duas pressões parciais.
P = PA + PA = PoB + (PoA – PoB).xA
; lembrando que xA + xB = 1

Misturas binárias que apresentam este comportamento ideal não são muito comuns, e para isto ocorrer as duas substâncias devem ser semelhantes, tais como apresentar uma estrutura molecular muito semelhante uma da outra, diferindo pouco em comportamento físico-químico. Como por exemplo em misturas, benzeno e tolueno; clorobenzeno e bromobenzeno; hexano e heptano; etc.

Soluções que apresentam um desvio desta idealidade, podem ter um desvio positivo ou negativo em relação à Lei de Raoult. Em um desvio positivo, a pressão parcial de A e B são maiores do que o esperado em um sistema ideal. Disto percebe-se que a interação entre as moléculas de A (A – A) e de B (B – B) são maiores do que as interações A com B (A – B). E mutatis mutandis para um desvio negativo da Lei de Raoult.

Na demonstração presente no Wolfram Demonstration Project vemos uma representação com aproximações qualitativas destes comportamentos. Ou seja, não existe um rigor matemático absoluto, e servem ilustração didática para entendermos este comportamento.
Nesta demonstração a curva em azul representa a pressão parcial de A, e a curva em vermelho a pressão parcial de B. A curva em preto mostra a pressão total deste sistema. Já as representadas em tracejadas demonstram os comportamentos idealizados.

Mesmo em sistemas não-ideais vemos que o comportamento da pressão parcial da A fica próximo ao da Lei de Raoult quando xA ~ 1. E vice-versa para o B.
E também para um sistema diluído, temos que este aproxima-se da Lei de Henry, cujas equações terão as relações lineares de, PA~KA.xA para xA ~0 , e PB~KB.xB para xB ~0.
Nestas o KB, e KA são chamados de constantes da Lei de Henry e dependem tanto da natureza do soluto quanto da do solvente.
E tais dados podem ser visualizados selecionando a opção ´show Henry´s law´.

Acesse a demonstração pelo link
http://demonstrations.wolfram.com/VaporPressuresOfBinarySolutions/

Árvore de prata

experimento em química
Quando um fio de cobre é colocado em uma solução de nitrato de prata teremos como resultado um depósito de prata sobre este fio de cobre.
Seguindo a reação:
Cu(s) + 2AgNO3 –> Cu(NO3)2 + 2Ag(s)
E nesta temos um par redox.

Esta aparência rugosa ocorre devido aos inúmeros centros de crescimento e aglomeração da prata metálica sobre o fio de cobre.

Veja outras informações, e como repetir este experimento em
http://fap.if.usp.br/~lumini/f_bativ/f2expco/nitrato_sh.htm

Experimento visto do topo.
experimento natalino

Imagens em licença Creative Commons, via jaimittilo.

Com contribuição de Dison Franco.

Profissão química – Ciência web

logo do site ciencia na web
O Ciência na Web ( http://www.cienciaweb.com.br ) fala sobre diversos assuntos, como por exemplo, a química, física, educação, profissões, entre outros. Quem organiza são estudantes e professores da IEA/USP, e o principal objetivo é a difusão da ciência e da educação (de produção universitária) para estudantes do ensino médio e grupos acadêmicos, por meio da internet.

E na área de profissões, damos destaque ao ´Químico´.

Visite o projeto em
http://www.cienciaweb.com.br

Texto de Dison Franco.

Água pesada

gelo colorido em forminha
O óxido de deutério, que é também chamado de água pesada ou água deuterada, é uma molécula que contém dois átomos de deutério e um de oxigênio (D2O), em uma forma muito semelhante à da água (H2O).
Na água pesada o deutério é um isótopo do hidrogênio, e possui um nêutron e um próton em seu núcleo. Sendo que o hidrogênio contém um núcleo com apenas um próton. E os dois apresentam um elétron.
Este nêutron nêutron a mais no deutério resulta em um diferença no comportamento das moléculas de água pesada, se comparadas à água ´comum´.

Para uma comparação entre D2O e H2O, a equipe do Periodic Videos fez gelo com a água pesada e a água normal, e verificou se o gelo feito com água pesada flutuaria ou não em água comum.

Veja o resultado desta experiência e mais informações no vídeo abaixo.

(com legendas em português.)

Texto escrito por Prof. Dr. Luís Roberto Brudna Holzle.

Propriedades coligativas – Aula no MIT

professor apontando para o quadro
Inicia com considerações sobre Lei de Raoult e Lei de Henry, e os desvios positivos e negativos em relação à Lei de Raoult. Partindo então para a existência dos azeótropos.
Sobre as propriedades coligativas o professor cita as existentes e alguns exemplos delas, demonstrando as equações utilizadas em algumas.

Aula 23 (áudio inglês, com Closed Caption em inglês)

Anotações da aula em PDF.