Month: March 2011

TNT, explosivos e química


A observação curiosa sobre a química dos explosivos é algo que pode revelar uma fascinante gama de informações sobre as moléculas e suas propriedades. Claro, desde que tal curiosidade não seja colocada em prática de forma não segura.

Pesquisadores da Universidade de Nottingham explicam como a nitroglicerina e o TNT (2,4,6-trinitrotolueno) possuem o clássico poder explosivo, demonstrando que isto está relacionado com sua estrutura, elementos presentes e velocidade da reação.

Vídeo com legendas em português, para ativar clique em play (tocar) e depois no botão CC.

Os explosivos, e a química presente na pólvora, já foram tema de texto neste blog, apresentado em interessante vídeo produzido pelo Professor Dave, da Universidade de York.

Nitroglicerina

2,4,6-trinitrotolueno

Hexafluoreto de enxofre – uma molécula para odiar


No podcast produzido pela Royal Society of Chemistry, o Professor Dr. Andrea Sella comenta que existe uma molécula que ele realmente odeia, e esta é o hexafluoreto de enxofre (SF6).

O hexafluoreto de enxofre já fez famosas aparições em diversos vídeos pela internet, em um deles a elevada densidade do gás faz com que este acumule no fundo do recipiente em que é gentilmente colocado, causando um efeito semelhante a um ´líquido invisível´;

em outro vídeo Adam Savage, apresentador do programa Mythbusters, mostra a influência do gás na voz. Na primeira parte do vídeo Adam inala hélio, ficando com voz de Pato Donald, e logo em seguida inala hexafluoreto de enxofre, tornando a voz forte e pesada.

Tal mudança na voz ocorre pela diferença de vibração das cordas vocais quando em presença destes dois tipos de gases.

Mas porque Andrea Sella poderia odiar um gás? Ele argumenta corretamente que o SF6 é um gás extremamente inerte, permanecendo estável mesmo em condições severas. E justamente por isso tem aplicação em situações nas quais algo inerte é desejado, como por exemplo na indústria de produção de magnésio, na qual serve como uma capa de proteção de contato do magnésio com o oxigênio do ar. E o ódio de Sella torna-se claro quando lembra que o SF6 é um gás-estufa extremamente potente, com um efeito 32.000 vezes maior do que o gás-estufa CO2, se considerado um intervalo de 500 anos de atuação; que certamente será ainda maior, já que o SF6, por ser inerte, tem uma expectativa de duração na atmosfera de mais de 3200 anos.

A indústria, já sabendo destes problemas, busca constantemente modos de substituir o uso do material por outras substâncias menos agressivas ao meio ambiente.

Talvez não só a voz ganhe um timbre de vilão com o gás, mas ele próprio mostra o seu lado traiçoeiro.

Podcast
https://www.chemistryworld.com/podcasts

Para baixar o podcast, em inglês, acesse
http://www.rsc.org/images/CIIE_SF6_tcm18-197761.mp3

Orbital – a definição


Prof. Martyn mostra os formatos e diferenças entre os orbitais atômicos, sobre a distribuição dos elétrons em volta de um núcleo de um elemento químico, e comenta como orbitais implicam nas propriedades dos elementos químicos.

Vídeo com legendas em português. Para ativar, clique em play e depois selecione a legenda pelo botão CC que aparecerá no vídeo do Youtube.

Usando moléculas do ChemSpider

construíndo uma comunidade para químicos
O ChemSpider, como já comentamos aqui, é uma excelente máquina de procura que fornece informações variadas sobre milhões de diferentes compostos químicos.

O sistema do ChemSpider está em constante aprimoramento realizado pela equipe da Royal Society of Chmistry, da Inglaterra. E uma das funções interessantes é o Embed (embutir), que tem um resultado semelhante ao já disponível em vídeos no YouTube, ou seja, você pode embutir uma molécula presente no banco de dados do ChemSpider em qualquer outro website.

Ao utilizar a função Embed (embutir) o ChemSpider vai solicitar qual o tamanho da estrutura da molécula você deseja exibir no seu website, qual o título do seu material que usará a molécula e se deseja fazer parte dos dados coletados pelo ChemSpider. Após isto basta copiar o código para dentro do html do site que deseja enriquecer com imagens de moléculas.

A vantagem em usar tal sistema está em agregar conteúdo extra ao texto, já que a estrutura, ao ser clicada, levará para um banco de dados repleto de informações. Resultando assim em uma maior integração do seu material em toda a web. O ponto negativo é que tal uso não funcionará na ausência de conexão com a internet.

Como exemplo veja as seguintes moléculas

Capsaicina

Fenol

Ácido fólico

Serviço disponível pelo endereço
http://www.chemspider.com

OBS: a função aparece para usuários que possuem um cadastro gratuíto no sistema do ChemSpider.

Lavoisier ao Sistema Periódico

O Professor Juergen Heinrich Maar informou que a segunda parte de seu livro ´História da química´ estará disponível nas próximas semanas nas livrarias.

A primeira parte apresentava a história dos primórdios da química até Lavoisier, e a segunda, como o subtítulo já avisa, será de Lavoisier ao Sistema Periódico.

A obra foi lançada pela Editora Papa-Livro e conta com impressionantes 1182 páginas, superando as 946 páginas presentes na primeira parte!

autor Juergen Heinrich Maar

detalhes e capa
ISBN 978-85-7291-159-7