Uma nova conta no Instagram! @ligacaoquimica

Uma nova conta de Instagram sobre química está agora em atividade!

Estamos iniciando aos poucos, com calma testando modos de apresentar as informações e imagens. Servirá como um… laboratório. 🙂

Acesse a conta em
https://www.instagram.com/ligacaoquimica/

As postagens feitas até o momento foram:

Sildenafila
dados sobre o medicamento
A imagem mostra cristais da substância. Vamos começar com uma substância bem conhecida! A sildenafila ou… Viagra! As pesquisas começaram com a ideia de desenvolver um medicamento para tratamento de hipertensão e angina. O relato dos voluntários na fase de testes chamou a atenção da empresa, os homens alegavam terem fortes ereções. Logo se percebeu o potencial da sildenafila no tratamento da disfunção erétil. (via wellcome)

Nitroglicerina
química e informações sobre a nitroglicerina
A nitroglicerina (1,2,3-trinitropropano) é um poderoso explosivo que também é utilizado no tratamento de doenças cardíacas! A estabilização e baixa concentração de nitroglicerina tornam o material seguro e estável o suficiente para poder ser utilizado como medicamento. Antigamente, trabalhadores da indústria de nitroglicerina levavam o produto para casa, nas férias, para aliviar as fortes dores de cabeça causadas pela ausência da substância no organismo. (via wellcome)

Alizarina
informações e histórias da alizarina
A alizarina é muito utilizada como um corante vermelho. Tradicionalmente era extraída da raiz da planta ruiva-dos-tinteiros (ou garança). Em 1868 os químicos Carl Graebe e Carl Liebermann sintetizaram a substância usando rotas químicas partindo do antraceno. A tentativa de patentear o processo gerou sucessivas disputas com alegações que a alizarina seria idêntica à natural. (via benjah-bmm27 na Wikipedia)

Ácido cloroacético cristalizado
histórias e informações sobre o ácido cloroacético
O ácido cloroacético é muito importante na indústria química. É um composto consideravelmente tóxico, com facilidade de penetrar a pele e mucosas. Christofano relatou um caso em 1970 em que cerca de 10% da superfície do corpo foi contaminada com solução morna de ácido cloroacético. Embora a pele contaminada tenha sido imediatamente enxaguada com água por mais de 1 hora, apareceram queimaduras de primeiro grau, ansiedade, agitação e choque, seguido de morte cerca de 10 horas após o acidente. (via LabPhoto no Tumblr)


Acesse a conta em
https://www.instagram.com/ligacaoquimica/

Em tempo, temos uma outra conta no Instagram, relacionada com a tabela periódica (@tabelaperiodica).
Veja em https://www.instagram.com/tabelaperiodica/

Solução sensível ao ar – Veja como fazer

frasco contendo solução esverdeada
O vídeo abaixo, do canal NurdRage, mostra como fazer uma solução que muda de cor quando entra em contato com o ar (oxigênio).

Os reagentes utilizados foram:
– 200mg de cloreto de cobre
– 10mL de ácido clorídrico (>20%)
– 2g de cobre metálico

Os detalhes do procedimento podem ser vistos no vídeo abaixo.

Ao final, a solução incolor de cloreto de cobre (I) torna-se verde quando o oxigênio do ar difunde resultando na formação de cloreto de cobre (II) em solução.

Vídeo com legenda em português. Veja como ativar a exibição.

Observe que a concentração do ácido clorídrico deve ser maior do que 20%. Tenha cuidado, o ácido clorídrico é perigoso e o experimento somente deve ser feito com uso de equipamentos de proteção e por alguém que tenha conhecimentos técnicos em química.

Texto e legenda escritos por Prof. Dr. Luís Roberto Brudna Holzle ( luisbrudna@gmail.com ).

Síntese do cloreto ferroso anidro

reação esverdeada durante o procedimento
NurdRage mostra no vídeo abaixo um procedimento para se fazer cloreto ferroso anidro, também conhecido como cloreto de ferro (II); ressaltando que o método não é para fazer cloreto de ferro (III), ou cloreto férrico.

Os reagentes utilizados foram:
– 57 gramas de ferro
– 300mL de metanol
– 200mL de ácido clorídrico (a 30%)

Os detalhes do procedimento podem ser vistos no vídeo abaixo.

O vídeo possui legendas em português. A visualização deve ser ativada.

Alerta: O procedimento somente deve ser realizado por profissionais capacitados e com uso de equipamentos de segurança. O metanol é tóxico e pode causar cegueira se ingerido. Durante a reação ocorre a produção de gás hidrogênio, que é explosivo.

Que gosto tem o DNA?

extração de DNA de morangos
O vídeo abaixo, do canal NileRed, explica rapidamente a química do DNA e como as interações intra e intermoleculares mantém o ordenamento desta estrutura fantástica.

O isolamento do DNA foi feito a partir de morangos, por facilitar o procedimento e porque o NileRed pretende experimentar o DNA isolado – sendo então mais apropriado escolher algo comestível.

Os materiais utilizados foram:
– 10 morangos
– 180mL de água
– 200mL de álcool isopropílico (99%)
– 20mL de xampu sem perfume (ou detergente)
– 1 colher de sal

Os detalhes de como o procedimento foi realizado podem ser vistos no vídeo abaixo.

O detergente foi adicionado para ajudar a romper as membranas da célula e o sal faz o papel de facilitar a remoção das proteínas que estão associadas ao DNA.

A massa recuperada no final foi de 250mg.

Com legenda em português. Ative a exibição pelo vídeo do YouTube.

Então… aparentemente o DNA tem um sabor salgado, é gosmento e nojento.

Atenção: não repita este experimento com a ingestão do material no final, erros podem resultar em algum tipo de intoxicação.

Legenda e texto escritos por Prof. Dr. Luís Roberto Brudna Holzle ( luisbrudna@gmail.com ).

Estourando pipocas no vácuo

comparando copos com pipocas
Esse é o típico experimento feito por curiosidade. O que acontece se estourarmos pipocas em uma câmara na qual foi feita vácuo?

Cody fez o teste e comparou o volume do mesmo número de pipocas estouradas em pressão normal (atmosférica) com as feitas no vácuo (remoção do ar).

O resultado é que as pipocas estouradas no vácuo ficam maiores. Isso ocorre porque no vácuo os vapores internos da semente conseguem expandir mais na baixa pressão durante o estouro, gerando uma pipoca mais ‘fofinha’. E parece que a namorada do Cody gostou mais das estouradas no vácuo!

Legenda em português no vídeo. Veja aqui como ativar a exibição.

Lembre que vácuo não tem relação com ausência de gravidade. São duas coisas diferentes.

Legenda e texto escritos por Prof. Dr. Luís Roberto Brudna Holzle ( luisbrudna@gmail.com ).

Extração da cafeína de café

balão com cafeína
Já publicamos um texto/vídeo sobre a extração da cafeína de pílulas; agora é hora de extrair a cafeína diretamente do café.

molécula de cafeína

Dr Rob Stockman e Martyn Poliakoff, do canal Periodic Videos, mostram as propriedades, efeitos e como é feita a extração da cafeína em um laboratório.

Martyn lembra que a sala do café é um local importante na pesquisa científica, é lá que as discussões e ideias surgem.

Vídeo com legenda em português. Ative a legenda pelo vídeo do YouTube.

AVISO: Nunca faça uso da cafeína pura, a dosagem alta pode causar graves efeitos colaterais e até mesmo a morte.

Texto e legenda escritos por Prof. Dr. Luís Roberto Brudna Holzle ( luisbrudna@gmail.com ).