A química dos ruivos (naturais)

multidão de pessoas ruivas
O canal ‘Reactions’ da Sociedade Americana de química explica no vídeo abaixo os motivos da existência dos ruivos.

O principal motivo é que nos ruivos possuem uma variação genética faz com que eles produzam menos eumelanina, que tem uma cor castanha ou preta e mais feomelanina, que é de uma cor avermelhada ou amarelada.

diferentes tipos de melanina

Algo curioso é que normalmente os ruivos tem uma maior sensibilidade à dor e ao frio.

Vídeo com legenda em português.

Texto e legenda escritos por Prof. Dr. Luís Roberto Brudna Holzle ( luisbrudna@gmail.com ).

Frascos e reagentes – imagens e fotografias

Abaixo segue uma sequência de fotografias de diversos frascos e embalagens de reagentes químicos.

Qual é a utilidade disso?
Registramos estas imagens para um outro propósito e decidi compartilhar aqui para quem deseja utilizar para alguma coisa.

O uso é livre, desde que seja para fins não comerciais e que seja citada a fonte (este blog).

Não estamos fazendo propaganda de nenhuma empresa de produtos químicos. Não realizamos venda destes produtos.

frasco contendo enxofre puro

Estanho granulado
estanho puro em frasco

Indigo carmin
reagente índigo carmin

Cloreto de estrôncio
frasco com cloreto de estrôncio puro

Cloreto de bário p.a.
frasco contendo cloreto de bário puro

Sulfato de níquel (oso)
frasco de reagente

Mercúrio metálico
reagente químico

Sulfato de ferro (oso)
reagente sulfato

Manganês metálico
reagente manganês

Ferricianeto de potássio p.a.
frasco com o produto químico

Cloreto de cobalto hidratado
reagente puro para laboratório

Carbonato de cobre básico
frasco com a substância química

Nitrato de bário
puro para reações químicas

Cloreto de magnésio p.a.
cloreto de magnésio puro

Nitrato de prata
reagente puro para laboratório

Nitrato de cádmio
frasco com a substância pura

Cloreto de estanho
reagente puro

O que é a segunda lei da termodinâmica?

câmera sensível ao calor filmando caneca
O conceito de entropia pode ser difícil para muitas pessoas. E é normal ter dúvidas sobre esse conceito.

O vídeo abaixo pode ser mais uma peça que você precisa para montar esse quebra-cabeças. Com alguns exemplos de probabilidades de distribuição, mistura em um copo de café e ovos quebrando; e a relação disso com a ‘seta do tempo’ – com muito tempo restante para que se atinja um máximo de entropia.

Vídeo com legenda em português!

A apresentadora fala que a entropia é uma medida da desordem no Universo. E neste ponto temos que ter cuidado para interpretar essa frase em termos da energia; e devemos evitar pensar diretamente na desordem de um quarto bagunçado ou de um baralho de cartas.

Legenda e texto escritos por Prof. Dr. Luís Roberto Brudna Holzle ( luisbrudna@gmail.com ).

Uma nova conta no Instagram! @ligacaoquimica

Uma nova conta de Instagram sobre química está agora em atividade!

Estamos iniciando aos poucos, com calma testando modos de apresentar as informações e imagens. Servirá como um… laboratório. 🙂

Acesse a conta em
https://www.instagram.com/ligacaoquimica/

As postagens feitas até o momento foram:

Sildenafila
dados sobre o medicamento
A imagem mostra cristais da substância. Vamos começar com uma substância bem conhecida! A sildenafila ou… Viagra! As pesquisas começaram com a ideia de desenvolver um medicamento para tratamento de hipertensão e angina. O relato dos voluntários na fase de testes chamou a atenção da empresa, os homens alegavam terem fortes ereções. Logo se percebeu o potencial da sildenafila no tratamento da disfunção erétil. (via wellcome)

Nitroglicerina
química e informações sobre a nitroglicerina
A nitroglicerina (1,2,3-trinitropropano) é um poderoso explosivo que também é utilizado no tratamento de doenças cardíacas! A estabilização e baixa concentração de nitroglicerina tornam o material seguro e estável o suficiente para poder ser utilizado como medicamento. Antigamente, trabalhadores da indústria de nitroglicerina levavam o produto para casa, nas férias, para aliviar as fortes dores de cabeça causadas pela ausência da substância no organismo. (via wellcome)

Alizarina
informações e histórias da alizarina
A alizarina é muito utilizada como um corante vermelho. Tradicionalmente era extraída da raiz da planta ruiva-dos-tinteiros (ou garança). Em 1868 os químicos Carl Graebe e Carl Liebermann sintetizaram a substância usando rotas químicas partindo do antraceno. A tentativa de patentear o processo gerou sucessivas disputas com alegações que a alizarina seria idêntica à natural. (via benjah-bmm27 na Wikipedia)

Ácido cloroacético cristalizado
histórias e informações sobre o ácido cloroacético
O ácido cloroacético é muito importante na indústria química. É um composto consideravelmente tóxico, com facilidade de penetrar a pele e mucosas. Christofano relatou um caso em 1970 em que cerca de 10% da superfície do corpo foi contaminada com solução morna de ácido cloroacético. Embora a pele contaminada tenha sido imediatamente enxaguada com água por mais de 1 hora, apareceram queimaduras de primeiro grau, ansiedade, agitação e choque, seguido de morte cerca de 10 horas após o acidente. (via LabPhoto no Tumblr)


Acesse a conta em
https://www.instagram.com/ligacaoquimica/

Em tempo, temos uma outra conta no Instagram, relacionada com a tabela periódica (@tabelaperiodica).
Veja em https://www.instagram.com/tabelaperiodica/

Solução sensível ao ar – Veja como fazer

frasco contendo solução esverdeada
O vídeo abaixo, do canal NurdRage, mostra como fazer uma solução que muda de cor quando entra em contato com o ar (oxigênio).

Os reagentes utilizados foram:
– 200mg de cloreto de cobre
– 10mL de ácido clorídrico (>20%)
– 2g de cobre metálico

Os detalhes do procedimento podem ser vistos no vídeo abaixo.

Ao final, a solução incolor de cloreto de cobre (I) torna-se verde quando o oxigênio do ar difunde resultando na formação de cloreto de cobre (II) em solução.

Vídeo com legenda em português. Veja como ativar a exibição.

Observe que a concentração do ácido clorídrico deve ser maior do que 20%. Tenha cuidado, o ácido clorídrico é perigoso e o experimento somente deve ser feito com uso de equipamentos de proteção e por alguém que tenha conhecimentos técnicos em química.

Texto e legenda escritos por Prof. Dr. Luís Roberto Brudna Holzle ( luisbrudna@gmail.com ).

Síntese do cloreto ferroso anidro

reação esverdeada durante o procedimento
NurdRage mostra no vídeo abaixo um procedimento para se fazer cloreto ferroso anidro, também conhecido como cloreto de ferro (II); ressaltando que o método não é para fazer cloreto de ferro (III), ou cloreto férrico.

Os reagentes utilizados foram:
– 57 gramas de ferro
– 300mL de metanol
– 200mL de ácido clorídrico (a 30%)

Os detalhes do procedimento podem ser vistos no vídeo abaixo.

O vídeo possui legendas em português. A visualização deve ser ativada.

Alerta: O procedimento somente deve ser realizado por profissionais capacitados e com uso de equipamentos de segurança. O metanol é tóxico e pode causar cegueira se ingerido. Durante a reação ocorre a produção de gás hidrogênio, que é explosivo.