Categoria: História

Penicilina


A equipe do Periodic Videos mostra a história e as particularidades da penicilina e demais antibióticos.

Após a descoberta da penicilina por Alexander Fleming, em 1928, foi tarefa para diversos pesquisadores, entre eles os químicos, em desvendar sua estrutura e propor novos antibióticos.

Veja no vídeo abaixo (com legendas em português).

Não tente isto em casa

episódio sobre explosões
Um recente documentário produzido pela BBC, Explosions: How We Shook The World (Explosões: Como abalamos o mundo), ainda sem versão em português, mostra a história dos explosivos.

Indo desde as remotas descobertas dos chineses de misturas que dariam origem à pólvora, até mais recentes entendimentos da tecnologia nuclear, o documentário exibe demonstrações do modo de manufatura e detonação de diversos explosivos químicos.

No clipe (oficial) abaixo, Jem Stansfield visita a Defence Academy na Inglaterra para mostrar o processo de síntese da nitroglicerina, e em como a sua detonação é rápida e poderosa.

A molécula de nitroglicerina é instável, e sua decomposição é rápida, energética e libera uma grande quantidade de gases. A velocidade da reação e a produção de grande volume de gases estão entre os determinantes de seu poder destrutivo.

Para mostrar como a rápida expansão de um volume de ar contribui para o poder explosivo de um material, Jem Stansfield utiliza uma simples garrafa plástica na qual ar é pressurizado até sua ruptura.
Veja o resultado.

Repetindo. Não tente isto em casa!
Texto escrito por Prof. Dr. Luís Roberto Brudna Holzle ( luisbrudna@gmail.com ) – Universidade Federal do Pampa – Bagé.

As fadas e a química


A descrição desta imagem, presente no álbum de imagens do Chemical Heritage Foundation, informa que trata-se de uma ilustração presente em um livro do período da Era Vitoriana.
Nesta época alguns autores chegavam a utilizar fadas para explicar o funcionamento da natureza. O livro intitulado Real Fairy Folks: Explorations in the World of Atoms de autoria de Lucy Rider Meyer, publicado em 1887, representava os elementos como pequenas fadas elegantes, nas quais o entrelaçamento das pernas, braços e asas representaria as ligações químicas.

As fadas da imagem abaixo representaria o hidrogênio e o cloro, presentes no ácido clorídrico.
ácido clorídrico como fadas

Capa do livro de Lucy Meyer

Por ser um livro para público infantil desconfio que a precisão da química era deixada de lado para dar lugar à fantasia e criatividade.

As imagens acima estão sob licença Creative Commons, via CHF.

Texto escrito por Prof. Dr. Luís Roberto Brudna Holzle ( luisbrudna@gmail.com ) – Universidade Federal do Pampa – Bagé.

Acidentes explicados pela ciência – Série de textos

logotipo emiliano chemello
O Prof. Emiliano Chemello iniciou a publicação de mais uma série de textos muito interessantes. Desta vez o tema escolhido trata dos ´Acidentes explicados pela ciência´.
Até o momento estão disponíveis os textos:
=Símbolos de perigo e seus significados
=Césio 137: A tragédia radioativa do Brasil
=Desastre em Bhopal
=Chernobyl: a luta contra um inimigo ‘invisível’

E ainda estão previstos os seguintes temas:
=O ônibus espacial Challenger explode na decolagem
=Grisu: uma mistura perigosa!
=Explosão de Halifax
=Acidente de Seveso
=Desastre de Minamata
=Explosão do Zeppelin em Hindenburg

Acompanhe em
http://www.quimica.net/emiliano/especiais/acidentes/

A química dos explosivos


Neste episódio o Prof. Dave conta um pouco sobre a história e a química dos explosivos.
Ele inicia o vídeo contado uma história específica da Inglaterra e de sua cidade natal, York.
Se você deseja ir direto para a parte em que ele fala sobre a química, pule para os 2 minutos e 20 segundos de vídeo.
Ele comenta sobre a pólvora, nitroglicerina, TNT, RDX, etc.

Lembrando. NUNCA tente fazer explosivos. O processo é extremamente perigoso.

O vídeo possui legendas em português.

Biscoitos com carvão

Mais uma curiosidade do que algo realmente útil (ou quase), o biscoito com carvão.
O biscoito com carvão em sua receita, foi inventado no Inglaterra, no início do Século 19 (receita antiga!). A principal aplicação descrita pelo médicos é para problemas gástricos, incluindo a flatulência (tanto para animais como para pessoas), aqui no Brasil esta especialidade parece não ser muito famosa. A receita, para ser considerada típica, deve conter um carvão adequado, tal como o carvão ativado (quase carbono puro). Não indicamos tentar esta receita em sua cozinha com qualquer tipo de carvão, pois estes podem conter resíduos de substâncias nocivas. Mas podemos adiantar que a receita não é muito complicada, levando os tradicionais ingredientes; farinha manteiga, açúcar, ovos, e… carvão (específico).

Mais informações
https://en.wikipedia.org/wiki/Charcoal_biscuit

O biscoito desta imagem é para cachorros.

Texto escrito com contribuição de Dison Franco.

OBS: Este texto foi inspirado em uma história presente no livro Tio Tungstênio – memórias de uma infância química, de Oliver Sacks.