Autor: DisonFranco

Gotas em câmera lenta


O programa Time Warp ( Super Câmera), exibido pelo canal Discovery Channel, é uma fonte certa de vídeos interessantes.
Um destes é sobre a água caindo de diferentes jeitos.

Assista o primeiro vídeo em
http://www.discovery.com/tv-shows/other-shows/videos/other-shows-time-warp-videos.htm (Atualização: infelizmente o acesso está bloqueado)

O mais legal desse vídeo é o efeito que acontece conforme a gota que está caindo (e se movendo para a direita), é que ela cai e em seguida volta, devido a força de repulsão por afastar a água a sua volta, até ficar sem energia e diminuindo cada vez mais de altura, até se incorporar totalmente ao líquido que está abaixo.

O segundo vídeo:

Mostra o comportamento básico de gotas, que pode ocorrer quando chove, deste modo podemos ver que o comportamento é assim, e bem cativante de olhar.
Existem muitos outros vídeos interessantes, como no próprio site do Discovery Channel, na fonte indicada acima, espero que gostem!

Texto de Dison Franco.

Algumas técnicas químicas

Existem muitas técnicas químicas cada com um objetivo entre eles separar misturas, identificar misturas, identificar concentrações, determinação de compostos.

Algumas delas são:
*Cromatografia
*Titulação
*Cristalização
*Destilação

Entre outros que serão explicados em próximos artigos, neste será apresentação de como funciona a titulação.

Titulação

Existem três principais titulações cada geralmente tem a utilidade de descobrir a concentração de uma substância em uma solução onde é desconhecida na qual a substância desconhecida é denominada analito.

Titulação Ácido-Base:
Este processo é executado fazendo o ácido se misturar com base, com a adição de corante fazemos com que a mistura básica que recebe o ácido mude a cor no ponto de equivalência, através da quantia de ácido usado na titulação pode-se calcular a concentração do analito.

Titulação Oxidação-Redução:
Neste caso o uso de reações de redução e oxidação, o que acontece que um elemento começa a oxidar e outro a reduzir usando um corante (exemplo o amido), para saber quando toda a quantia oxidada-reduzida, assim podendo calcular a concentração do analito também.

Titulação de Complexação:

Para saber a quantia da concentração ocorre a formação de uma substância um complexo colorido (de onde vem o nome) existe alguns conceitos para que aconteça, que a reação não seja demorada, que não haja formação de sub-complexos e de o uso de um indicador complexométrico o suficiente, geralmente usado o EDTA.

Texto de Dison Franco

470 anos de história da quinina

estrutura quimica quinina molecula
Neste blog publicamos um vídeo com uma interessante história sobre a quinina. Veja em
Química do Gin e Tônica
Para enriquecer com mais informações, veja o belo artigo publicado por Alfredo Oliveira e colaboradores.
Quinina: 470 anos de história, controvérsias e desenvolvimento
Neste os autores comentam sobre os princípios de ativação da quinina, sua estrutura molecular, extração natural e também de sua síntese. A quinina é uma molécula usada como remédio contra a malária a sua estrutura molecular é C20H24N2O2.
O artigo é bem interessante, pois as tentativas de síntese da quinina, com alguns erros no percurso, acabaram gerando o entendimento sobre toda uma gama de novas substâncias.

Texto com contribuição de Dison Franco.

Muita química em uma lua

lua tita nasa imagens
A atmosfera da lua de Saturno, Titã, é uma completa efervescência de processos químicos. Com o estudo realizado por sondas espaciais, em especial a realizada pela sonda Huygens da missão Cassini, é possível obter dados cada vez mais interessantes sobre o que acontece por lá.

Aproveito para fazer uma coleção de belos textos sobre o assunto:
– A atmosfera de Titã [material removido do site da Ciência Hoje]
Pesquisa busca informações sobre como uma molécula chave na atmosfera de Titã é formada e dá algumas pistas sobre a evolução das atmosferas de Titã e da Terra.

– Segredos da atmosfera de Titã [material removido do site da Ciência Hoje]
Pesquisadores tentam explicar singularidades do maior satélite de Saturno.

Um lago em Titã
Grupo confirma existência de compostos em estado líquido na superfície de uma das luas de Saturno

Maior lua de Saturno também tem oceano com potencial para abrigar vida
Camada de água líquida ficariam no subterrâneo de Titã, dizem cientistas.
Conclusões são baseadas no padrão de rotação da lua, medido pela sonda Cassini.

Com pesquisa de Dison Franco.

Edição de agosto da Química Nova na Escola

A edição de agosto aborda os seguines temas:

● Poliuretano (Usado em travesseiros, preservativos, etc).
● Alfabetização Científica no Ensino de Química: Uma Análise dos Temas da Seção Química e Sociedade da Revista Química Nova na Escola ( Prós e Contras).
●Afinal, o que é Nanociência e Nanotecnologia? Uma Abordagem para o Ensino Médio (Compreenda o que se trata afinal nanotecnologia).
●Vamos Jogar uma SueQuímica? (Método de ensino em Química usando jogos).
●Representação de Temas Científicos em Pintura do Século XVIII: Um Estudo Interdisciplinar entre Química, História e Arte (Uma abordagem interessante dos caminhos que unem a história, a química e a arte, em uma bela sincronia).
●Maresia: Uma Proposta para o Ensino de Eletroquímica (Usando o fenômeno da maresia para o ensino).
●Experimentação no Ensino de Química: Caminhos e Descaminhos Rumo à Aprendizagem Significativa (Dificuldades do professor encontra no ensino da química).
●Reações de Combustão e Impacto Ambiental por meio de Resolução de Problemas e Atividades Experimentais (Entendo reações de combustão e seus efeitos globais).
●A Química do Refrigerante

Veja a edição completa em
http://qnesc.sbq.org.br/online/qnesc31_3/

capa-31_3

Texto de Dison Franco

Urânio – radioatividade e decaimento

Como a maioria já deve saber,  o urânio é um elemento radioativo. Isto é, possui capacidade de sofrer fissão nuclear. Para deixar mais claro sua principal função  é preciso entender alguns conceitos como:
*Radioatividade
*Decaimento

Radioatividade
Embora o decaimento e a radioatividade sejam aspectos diferentes a radioatividade tem uma ligação com decaimento. Um átomo ou composto radioativo é aquele tem a capacidade de emissão de radiação (nome dado para emissão de energia em forma de partículas ou ondas), no caso a radioatividade é parte da radiação relacionada a núcleos instáveis.

Decaimento
Decaimentos como já citados tem relação com a radioatividade, mas qual seria a relação? A relação é que a radioatividade é a emissão de partículas que acontecem devido ao decaimento. Mas o decaimento seria o quê? É a capacidade de alguns átomos (e seus isótopos) de perderem prótons, nêutrons, elétrons e raios gama.
A perda de prótons e nêutrons é denominado decaimento (alfa), a qual o átomo perde dois nêutrons e dois prótons, o núcleo de Hélio.
A perda de elétrons é denominada decaimento (beta) no qual o átomo perde apenas elétrons.
A emissão de raios gama ocorre com a reação dos elétrons e pósitrons (elétrons de carga positiva), assim causando a emissão de energia.
Existem também variações desses decaimentos como do decaimentos alfa apenas nêutrons ou do decaimento alfa com pósitrons também.

Aplicações do Urânio
Uma das principais aplicações é na produção de energia, pois a principal característica é que quando um átomo sofre decaimento ele libera energia, mas para acelerar o decaimento, o urânio é bombardeado com nêutrons que aceleram o processo, assim essa energia pode ser aproveitado para aquecer água, que posteriormente é usada para gerar energia elétrica.

uranio foto elemento

Texto de Dison Franco