Termita

A reação de termite é uma reação altamente exotérmica, que acontece quando um pó de metal é oxidado pelo óxido de outro metal, geralmente usado com alumínio como pó como metal necessário na mistura.

Incrivelmente sua temperatura pode atingir a marca de 2500 ºC (usando óxido de ferro III). Embora seja uma reação exotérmica, ela não começa sozinha, e precisa de uma energia de ignição, e esta normalmente não é atingida por simples métodos de aquecimento, preferindo-se métodos que empregam tochas de propano, fitas de magnésio, ou então usando outras reações químicas.

Dentre as suas aplicações no dia-a-dia, a termita é usada em processos de soldagem, principalmente de ferros de ferrovias. Já em aplicações militares, a termita encontra lugar em granadas de contenção e soldagem dos equipamentos inimigos. Devido a fato da termita ser de difícil ignição, as bombas incendiárias normalmente possuem uma composição específica, batizada de Thermate-TH3, sendo esta uma mistura de outros compostos que facilita a ignição da termita.

Devido ao elevado calor gerado na reação, a termita deve ser manuseada com muito cuidado. Não tente nenhum tipo de experimento sem uso de equipamento de proteção ou acompanhamento de alguém habilitado para esta tarefa.





Texto de Dison Franco.

Escreva um comentário