Tag: metais

Césio, gálio e rubídio – aplicações

cesio flickr VerismoVita
Césio
Mais um metal com poucas aplicações, as duas principais aplicações é a de ele ser usado para células fotoelétricas e detector de infravermelhos, devido sua capacidade de ionização quando exposto a luz. Também com frequente uso em pilhas alcalinas.

galio elemento fonte flickr
Gálio
Outro metal raro na terra sua aparição na natureza é praticamente nula, embora em pouca quantia, possui diversas aplicações e sua principal é da fabricação de semicondutores.

ampola rubidio fonte wikipedia
Rubídio
O segundo átomo mais eletropositivo, encontrado com mais freqüência que os outros citados anteriormente, o rubídio tem aplicações como o uso de células fotoelétricas e de metal em tubos de bombas de vácuo. Um uso mais avançado com um futuro mais incerto seria o de propulsor a base íons utilizado para deslocar naves no espaço a uma velocidade constante mais baixa.

Texto de Dison Franco.

Índio – raro e útil

indio-guerra
Não estamos falando do índio pessoa, mas sim do índio o elemento aquele encontrado logo abaixo do gálio (gálio quase um galho), o índio é um metal com algumas propriedades interessantes, ele é um metal maleável, macio e raro (para variar, mais um metal raro), embora seja raro ele possui grandes aplicações nas demandas mundiais diárias, como por exemplo, em telas de televisões de plasma. Outras são em baterias, semi-contudores, transistores, espelhos, e uma aplicação que hoje não é usada, no revestimento de rolamentos de aviões na Segunda Guerra Mundial.

Nas televisões de plasmas ele é disposto sobre a superfície do vidro na forma de ITO (indium tin-dopped oxide, no português oxido de índio dopado com estanho) é uma solução sólida de In2O3 e de SnO2, cuja principal característica é a de transparência e condutividade elétrica, além das tv”s de plasma ele é usado na maioria dos displays de celulares comuns ou os mais recentes “touchscreen”

texto de Dison Franco

Frâncio – talvez um líquido

Um metal com características bem únicas, dos metais ele é o que possui maior raio atômico e maior eletronegatividade.

Não existe muito o que se falar do frâncio (Fr) com respeito ao seu uso, isto devido ao fato dele não se estável nas condições ambientes normais. Pois sofre um efeito de decaimento devido seu núcleo ser grande e com tendências a perder nêutrons, tornando-se um átomo pouco mais estável, que podem ou não sofrer decaimentos, como o rádio (Ra). Devido a sua raridade não sabe ao certo se ele é liquido a temperatura de 27ºC, e são apenas cálculos que predizem que o próprio tem este comportamento.

http://theodoregray.com/PeriodicTable/Elements/087/index.s7.html

Texto de Dison Franco

Nióbio – aço e motores

É mais um artigo sobre metais, como o prometido. Desta vez iremos tratar sobre nióbio (lembra até nome de país), falando em país, descobri que o nosso país (querido Brasil) é o maior produtor de nióbio.
Após esta cultura, vamos falar das suas aplicações? Talvez sua principal aplicação dentre todas seja o uso para melhorar algumas qualidades do aço (resistência, maleabilidade), mas como devem se perguntar, simples ao adicionar o nióbio ao aço (feito de ferro e carbono) forma o carboneto de nióbio, um elemento principal para melhora do aço.
Além dessa aplicação mais comum o nióbio é usado para fabricação de motores de foguetes espaciais, devido ele ter a capacidade de agüentar bastante a combustão.

niobio metalico amostra

Texto de Dison Franco

Peixe de mercúrio

derramando mercúrio em uma forma
O fato do mercúrio ser líquido em temperatura ambiente está relacionado com a sua temperatura de fusão, que é de -38.83 °C.
Então, para obter mercúrio sólido, você deverá resfriar a uma temperatura abaixo deste patamar.
Um modo prático de se obter temperaturas baixas é resfriando com nitrogênio líquido (aproximadamente -200 °C).
Veja como fazer alguns objetos usando aqueles moldes para doces.

É uma pena que o mercúrio seja tóxico, pois a brincadeira poderia ser bem interessante.

A camada branca formada sobre os moldes é devido ao congelamento do vapor de água.

Veja também
Fusão de metal em água quente

Via PopSci

Texto escrito por Prof. Dr. Luís Roberto Brudna Holzle ( luisbrudna@gmail.com ) – Universidade Federal do Pampa – Bagé.

Metais e o Tungstênio

Começando nesse artigo, pretendo me dedicar aos metais, metais… Sim, quando olhamos para tabela periódica percebemos que há vários metais e a maioria não temos idéia de suas aplicações.
Para começar podemos comentar sobre o Tungstênio(W). É, este elemento de nome estranho é real, mas a maioria das pessoas não faz idéia de onde ele é aplicado, e um exemplo de aplicação no cotidiano é a lâmpada, exato a lâmpada. Aquele filamento que tem na sua mesma na sua casa é feita de W, “mas, porque?” você deve estar se perguntando. O principal motivo é bem simples, depois do carbono é o átomo que requer maior temperatura para seu ponto de fusão (3410 ºC). Isto faz com que possa se incandescer, emitir luz, e não fundir rapidamente.
lampada bulbo foto

Texto de Dison Franco