Categoria: Vídeos

Explosão do metano em câmera lenta

chama da explosão de metano e oxigênio
Neil, o técnico de laboratório, demonstra o que ocorre durante a queima de uma mistura de metano e oxigênio. ¬¬ Claro que ocorre uma explosão!
A queima da mistura metano e oxigênio é muito rápida; tanto que mesmo uma câmera especial quase não consegue captar os detalhes da reação.
Em comparação a queima de metano puro é bem mais lenta. Isso ocorre porque o metano puro precisa encontrar oxigênio do ar para continuar a reação, diminuindo um pouco a intensidade da explosão.
E… não tente isso em casa!
Vídeo com legendas em português. Ative pelo player do YouTube.

Texto escrito por Prof. Dr. Luís Roberto Brudna Holzle.

Palha de aço em vinagre – timelapse

reação de vinagre e ferro
A reação entre o ferro da palha de aço e o vinagre é relativamente lenta, então resolvemos comprimir 1 hora e 40 minutos de reação em um vídeo com 30 segundos de duração (usando a técnica de timelapse).
Veja o resultado…

As bolhas que aparece durante a reação são de hidrogênio, que é produzido lentamente e em pequena quantidade.
O vinagre comum possui uma baixa concentração de ácido acético (de 3 a 9%) e a reação com o ferro pode resultar em no aparecimento de um pouco de acetato de ferro(II e III) em solução.
A cor avermelhada da parte superior aparece por causa do maior contato da palha de aço com o ar (oxigênio) resultando em óxidos de ferro.

O maior livro de autógrafos de todos os tempos

professor e bibliotecário da royal society
Imagine um livro que contenha as assinaturas de Charles Darwin, Isaac Newton, Robert Boyle, Edmon Halley, John Dalton,… esta preciosidade existe e faz parte do acervo da biblioteca da Royal Society!
O livro tem outras particularidades. É todo decorado com brasões, feito em pele de animal e armazenado em ambiente controlado para ser exposto somente em momentos que ele é assinado por alguém importante.

Martyn Poliakoff, que também tem a sua assinatura no livro, mostra um pouco mais sobre o livro no vídeo abaixo.
(vídeo com legendas em português, ative pelo YouTube)

O valor de um diamante

diamante de mentira
A visão de um químico sobre o valor de um diamante, como diz o Professor Martyn Poliakoff, vai um pouco além do valor do diamante como joia.

O interesse dos químicos é sobre a estrutura do diamante, perceptível na rigidez do arranjo e ligações entre os átomos de carbono do material.

Um dos usos dessa grande resistência do diamante é como material utilizado em equipamentos que aplicam altíssimas pressões em pequenas quantidades de um determinado composto. Veja o que ocorre com o oxigênio ao ser submetido a altas pressões, em https://imagens.tabelaperiodica.org/oxigenio-solido/.

Para fugir dos altos valores do diamante utilizado em joias, os pesquisadores normalmente optam por gemas sintéticas, que podem inclusive ter suas propriedades levemente modificadas pela inserção de pequenas quantidades de outros elementos químicos na estrutura de carbono do diamante.

Vídeo com legendas em português. Ative clicando no botão ‘captions’ que aparece no vídeo embutido abaixo.

Texto escrito por Prof. Dr. Luís Roberto Brudna Holzle ( luisbrudna@gmail.com ) – Universidade Federal do Pampa – Bagé.

Bunsen e seu bico

queimador de bunsen sobre bancada de laboratório
No dia 31 de março de 1811 nascia o químico alemão Robert Wilhelm Eberhard von Bunsen, mais lembrado pelo seu último sobrenome – Bunsen – que batiza o famoso queimador, muito utilizado pelos químicos e estudantes.
Martyn Poliakoff lembrou dos 200 anos do aniversário de Bunsen em 2011, com um vídeo que explica o funcionamento do queimador ou bico de Bunsen. E em como podemos alterar a cor da chama pela regulagem da entrada de oxigênio pela pequena abertura existente na base do bico.
Um invento simples e engenhoso, que merece todo reconhecimento e homenagem.
Martyn conta ainda uma de suas famosas histórias. Veja no vídeo abaixo.
Com legendas em português (ative as legendas no vídeo).

Texto escrito por Prof. Dr. Luís Roberto Brudna Holzle ( luisbrudna@gmail.com ) – Universidade Federal do Pampa – Bagé.

Perdendo alguns dedos em uma reação química

martyn levanta a mão mostrando como o colega perdeu os dedos
Professor Martyn Poliakoff conta como um colega perdeu alguns dedos da mão em um acidente no laboratório. E em seguida demonstra uma reação que gera o perigoso composto.

O procedimento:
Em uma proveta coloque uma solução aquosa de dicromato de potássio, um pouco de ácido sulfúrico; então adicione cuidadosamente um pouco de éter etílico.
O éter permanecerá acima da camada aquosa, permitindo que um pouco de peróxido de hidrogênio seja adicionado, resultando em uma reação que prossegue ao fundo da proveta.
O azul escuro é decorrente da presença de CrO5, um composto estabilizado em éter.

Não tente repetir o experimento sem conhecimento detalhado das concentrações, quantidades e procedimentos de segurança necessários neste caso.

Vídeo com legendas em português.

Texto escrito por Prof. Dr. Luís Roberto Brudna Holzle ( luisbrudna@gmail.com ) – Universidade Federal do Pampa – Bagé.