Mês: julho 2008

Tetris químico


O Roberto Takata deixou um comentário, no texto sobre a mesa em formato de tabela periódica, sobre a existência de um jogo parecido com o Tetris, só que com elementos da tabela.
O jogo está disponível em
http://www.echalk.co.uk/tasters/taster4/taster.html
Atenção! O jogo está organizado em uma antiga numeração de grupos. Os grupos de 1 a 8, que aparecem no jogo, são os grupos A. Atualmente a tabela tem a numeração de grupos de 1 até 18.
O jogo serve mais como curiosidade da criatividade em tentar ensinar química ou para perder alguns minutos tentando lembrar a posição dos elementos.

Veja também
Tetris em um microscópio

Texto escrito por Prof. Dr. Luís Roberto Brudna Holzle.

Tecnologia de hidrogênio caseira

michael mostrando os equipamentos
O americano Michael Strizki conseguiu montar toda uma estrutura alternativa de energia para sustentar os gastos de sua casa.
O sistema que ele arquitetou é composto de painéis solares para coletar energia em dias ensolarados. Essa energia coletada é parcialmente armazenada em um sistema de baterias e o restante empregado na eletrólise da água para conseguir reservas de hidrogênio.
As sobras de hidrogênios são armazenadas em grandes tanques de estoques.
No inverno, ou em períodos longos sem grande quantidade de luminosidade solar, o hidrogênio é utilizado para gerar energia por meio de células a combustível.
Michael afirma que nunca mais precisou utilizar energia da rede de abastecimento. A casa é totalmente sustentada pela sua criação.
A estrutura não é barata e ele só conseguiu construir tudo com bastante dedicação e patrocínio de algumas empresas ligadas ao setor de energias alternativas.
No vídeo ele explica mais alguns detalhes.
[atualização outubro de 2017: infelizmente o vídeo foi removido do YouTube]

Texto escrito por Prof. Dr. Luís Roberto Brudna Holzle.

Ponto da ciência


O site Ponto da Ciência é uma iniciativa pioneira na organização de um portal com instruções passo-a-passo de experimentos de química, física e biologia. Tudo isso ricamente ilustrado com fotos e vídeos.
Era uma das iniciativas que estava faltando.
O interessante é que a equipe pretende tornar o processo uma atividade colaborativa. Qualquer um cadastrado pode enviar experimentos para avaliação e publicar no site.
Para isso basta seguir os passos:
– Prepare os experimentos
– Tire fotos ou faça um vídeo
– Publique.

http://www.pontociencia.org.br

Texto escrito por Prof. Dr. Luís Roberto Brudna Holzle.

Enganando o bafômetro – Lenda urbana


Encontrei na comunidade ´Professores(as) de Química´ no Orkut uma mensagem (enviada por Luis Pereira) que indicaria como se enganar os bafômetros. [Ps: observação importante. A mensagem circula pela internet, a comunidade no Orkut não está promovendo a desinformação. Apenas alertaram sobre o problema]
A mensagem que circula pela internet é totalmente falsa. Não existe nenhuma veracidade científica no que é proposto. Ou seja, não funciona.

A mensagem:

Meu nome é Bruno Barreto Alvez sou formado em Química pela PUC de
Campinas e vou deixar uma dica para escapar do teste do bafometro desde
que você não esteje muito bêbado e não consiga seguir as dicas abaixo:
1) No final da balada seja no bar ou em aguma festa antes de sair peça ao garçom um copo descartavel com COCAL COLA com bastante gelo.
3) Chegou na BLITZ maior comandão (pare o carro com calma afinal voce não
esta tão bebado) tome um gole bom de COCA COLA garantindo que as pedras de
gelo menores fiquem em sua boca.
5) Finalmente o Bafômetro sopre devagar e no mesmo ritimo, mesmo que você
tenha tomado um monte mas se sente legal o teste vai dar negativo ou
abaixo dos 0,02 mg/l de sangue.
Isto acontece pelo fato de o Hidrogenio liberado pelo gelo anular a maior
parte da associação do alcool no ar do seu pulmão, esta dica é velha e foi
descoberta por estudantes de Quimica Americanos que tiveram que enfrentar
o mesmo tipo de punição nos anos 70 e 80. Agora no EUA não se usa mais o
bafometro e sim o teste da faixa que ai não tem estudante, professor, PHD
que de jeito.
A COCA COLA para que serve? poxa você não vai querer ser parado com um
copo de WISKY com gelo então bota qualquer refrigerante menos agua pois demora mais para retirar o Hidrogenio do gelo.
Ps: Em Campinas ja passamos por 03 blitz usando este método, e lembrando
que esta dica não adianta no caso de amostra de sangue.

Provavelmente este suposto formado em química é um personagem inventado.
O programa ´Mythbusters – Caçadores de Mitos” demonstrou, no episódio 6 da primeira temporada, que não existe nenhum método caseiro para se enganar o bafômetro.
Perceba também que a lenda comenta em ´hidrogênio liberado pelo gêlo´. Não existe tal liberação de hidrogênio.

Texto escrito por Prof. Dr. Luís Roberto Brudna Holzle.

Metaboloma

titulo da matéria original
Entre os diversos ´omas´ que já existem – genoma, proteoma, transcriptoma – surge o metaboloma, que pode ser definido como, uma avaliação global ou parcial dos metabólitos de um ser vivo.
O assunto é abordado em um interessante texto na Scientific American Brasil de agosto de 2008. Jeremy Nicholson, chefe do departamento de medicina biomolecular da Imperial College de Londres, estuda como o corpo e sua flora intestinal produzem substâncias químicas, que podem fornecer informações sobre a saúde do organismo.
No futuro, eliminar doenças pode significar uma tática um pouco diferente, com um tratamento dessas bactérias.

Versão em inglês ´Jeremy Nicholson’s Gut Instincts: Researching Intestinal Bacteria´

Leia também
Você é uma bactéria ambulante

Texto escrito por Prof. Dr. Luís Roberto Brudna Holzle.

Mesa com tabela periódica

Uma idéia criativa.

mesa de jardim

O banco é composto pelo grupo dos lantanídeos e actinídeos.
Boa idéia para uma mesa de café em um instituto de química.